EDITORIAIS

As notícias, informações, dicas e opiniões com a qualidade dos melhores profissionais!

1/1

TEMPO LUMINOSO

Atualizado: 24 de Out de 2019


Mais um giro ao redor do sol e nosso planeta quase completa mais uma etapa de viagem no cosmos. 365 dias quase completos. A sensação é de que tudo parece passar muito rápido com a correria do dia a dia. Ontem parecia que ainda comemorávamos a Ano Novo e daqui uns dias já termina 2017. Vivemos tempos agitados, confusos, complexos. Mas, há um sentimento que perdura por milhares de anos e que todo ano parece ressurgir num tempo propício. É o tempo da esperança. Nesta época do ano o planeta Terra fica mais iluminado. Luzes por todos os cantos anunciam o Natal. Uma esperança paira no ar. A solidariedade, a caridade e o perdão parecem brotar com maior intensidade nesta época. A busca da paz e os projetos pessoais de que no próximo ano tudo será melhor parece habitar muitos corações. Luzes externas e internas fazem a festa tradicional do Natal ser muito especial para muita gente. É o Espírito do Natal que envolve a todos, especialmente os cristãos que acreditam na luz do Menino Jesus que renova os corações e que prepara para a reflexão, conversão e revisão de vida. Bilhões de almas em todo o planeta se preparam para o aniversário daquele que há 2 mil anos atrás trouxe a boa notícia de como viver bem consigo e com o próximo para ter paz e amor no coração. A origem da comemoração do Natal remonta o quarto século, com o imperador Constantino, quando o cristianismo tornou-se a religião oficial do império romano. A data de 25 de dezembro para o nascimento de Jesus foi oficializada pela Igreja Católica numa época em que muitas festividades pagãs estavam sendo cristianizadas. Vários povos no hemisfério norte celebravam há milhares de anos atrás, nesta época do ano, o solstício de inverno, o festival do “sol invicto” o “renascimento do sol”, tão importante para a vida daqueles que tinham a agricultura como principal meio de subsistência. Uma tradição nesta época do Natal que encanta as crianças, e muitos grandinhos também, é um personagem lendário bondoso, o Papai Noel. A sua origem está ligada a São Nicolau de Mira, que viveu na Turquia entre os séculos 3 e 4 e que ficou famoso por sua generosidade com os mais pobres. As vestes de inverno vermelhas e botas pretas datam do século 19. Nesta época espalhou-se que Papai Noel vivia no polo norte ao lado de elfos, encarregados dos brinquedos distribuídos no Natal. Tais lendas povoam o imaginário de bilhões pelo planeta a fora e hoje é explorado pelo mercado que faz lucro vendendo produtos que serão os presentes trocados na noite de Natal. Aliás, este costume de trocar presentes é muito antigo também, antes mesmo do início da comemoração do Natal, uma cultura que foi passando de geração em geração e que tem um significado especial para aqueles que adotam. Costumes, tradições, crenças, lendas constituem as diferentes culturas que retratam os significados que importam para os diversos povos em todos os tempos. Quem dera que o verdadeiro sentido luminoso do Natal povoe os corações e mentes dos bilhões de habitantes do planeta Terra e que persista pelo ano novo que vem chegando, gerando atitudes altruístas e amorosas para com todos os seres humanos e demais seres que fazem parte da criação. Feliz Natal! Merry Christmas! Buon Natale! Boze Narodzinie! Sheng Tan Kuai Loh! Hristos Razdajetsja!

Camilo First

Fone: (41) 9 9867-5934

camilofirst@yahoo.com.br