EDITORIAIS

As notícias, informações, dicas e opiniões com a qualidade dos melhores profissionais!

1/1

OS PERIGOS DAS PRÓTESES DE SILICONE


Um dos assuntos mais abordados no mundo é a estética da mulher. Por uma cobrança de padrões, as empresas investem cada vez mais na idealização de uma perfeição visual para atrair consumidoras. O tema mais relevante desse cenário é a prótese mamária, mais conhecida como o famoso silicone, que promete mudar completamente a autoestima feminina, trazendo consigo mais segurança no relacionamento.


Por esse motivo, a cirurgia para a colocação de próteses nas mamas é a campeã aqui no Brasil. 72% das mulheres utilizam-se deste artifício pelo fator da estética; 15% delas trocam por um tamanho inferior ou superior; 10% escolhem a prótese por reconstrução, em casos de retirada da mama por câncer e; apenas 3% da pessoas que colocam a prótese, vão à revisão periodicamente.


Mas, o que era um conto de fadas, vem alarmando as mulheres com temas negativos devido a relatos de pessoas que colocaram a prótese e acabaram com problemas de saúde, tais como artrite, câncer de pele, linfomas e inúmeros sintomas que podem ser confundidos como apenas um enjoo por uma intolerância alimentar ou, até mesmo, uma impaciência por um desgaste emocional. Tais problemas podem caracterizar sintomas de rejeição da prótese que, com o passar do tempo, se não tratados, podem trazer complicações ao sistema imunológico. 


 


Uma notícia que veio para aliviar é que atualmente o material interno da prótese é à base de soro fisiológico, o que evita uma série de infecções, rupturas e traz uma segurança maior às mulheres que precisam reconstruir a mama, já que essas ficam mais inseguras pelos relatos de linfomas aparecerem após a colocação da prótese.

Por esses motivos, os especialistas procuram sempre informar os prós e os contras para que suas pacientes entendam o quanto é necessária informação na escolha do formato, tamanho e marca, respeitando, assim, o limite do corpo. Também é importante ficar atenta a qualquer alteração e, caso necessário, investigar se aqueles sintomas aparecerem.


Quanto ao seu custo, hoje, colocar prótese mamária custa cerca de 20 mil reais e pode ser facilitado através de financiamentos, o que atrai mulheres de diversas classes sociais, sem ficar restrito às classes A e B.


Mas todas essas facilidades podem ser prejudiciais se a paciente não tiver a certeza que desse passo não terá volta, já que, uma vez colocada a prótese, é necessária sempre uma troca por outra, pois, em caso de retirada dessa, a mama sofrerá danos irreparáveis, o que não é relatado por muitos profissionais no período da consulta.


Mesmo assim, muitas mulheres se sentem satisfeitas com o resultado pós silicone. 90% dessas mulheres relataram no mínimo 6 meses de pesquisas para chegarem a uma conclusão sobre colocar ou não.


Caso esteja pensando em colocar uma prótese de silicone, busque relatos de quem vive ou viveu essa experiência e aproveite as novidades do mercado da beleza, mas   lembre-se, bom senso e responsabilidade sempre trarão um equilíbrio às suas escolhas. 






Camilo First

Fone: (41) 9 9867-5934

camilofirst@yahoo.com.br