EDITORIAIS

As notícias, informações, dicas e opiniões com a qualidade dos melhores profissionais!

1/1

EDUCAR INCLUINDO.

Atualizado: 31 de Ago de 2018


Houve grandes avanços com relação ao sistema educacional inclusivo brasileiro, mas ainda existem muitas barreiras que devem ser ultrapassadas, desde níveis pessoais até níveis governamentais e o propósito da educação inclusiva porém, é de superação de barreiras que muitas vezes são impostas pela sociedade, e acabar de vez com a discriminação dos indivíduos que possuem alguma necessidade educativa especial. Os alunos com deficiência não eram estudados pela equipe pedagógica, nem entraram facilmente no ensino regular. Sentiam muitas dificuldades no conteúdo trabalhado, daí se dá a ênfase em terapias individuais, como fonoaudiologia, psicologia, fisioterapia, entre outras.

A escola, a equipe pedagógica e todos os profissionais envolvidos nesse processo devem compreender que são fundamentais na formação de cada aluno ali inserido, sendo que é preciso que se façam algumas adaptações no currículo e na estrutura física e material da escola para que o atendimento a esse público seja feito de uma maneira correta. É necessário ainda refletir como que a inclusão se conceitua como processo e como a sociedade se adequa para incluir pessoas que são consideradas diferentes da comunidade que as pertencem.

Educar incluindo é realmente um desafio para todos, e para isso é necessário um comprometimento com a causa, pois caso contrário, no primeiro obstáculo encontrado, já haverá dificuldades em continuar com um ensino de qualidade. É muito importante estar sempre atento ao que os alunos necessitam para construir um ensino de qualidade e permanente, fazendo-se necessário pensar em uma educação inclusiva que busque uma mudança, uma qualidade na educação, não o excluindo, mas sim incluindo para o ambiente escolar.


Camilo First

Fone: (41) 9 9867-5934

camilofirst@yahoo.com.br