1/1

COMO AGIR DIANTE DE UM DESMAIO

Atualizado: 1 de Out de 2019



São poucas as pessoas que não passam por ao menos um desmaio ao longo de sua vida. Isso nada mais é do que a perda súbita e transitória da consciência, associada ao relaxamento muscular, provocada pela redução abrupta da irrigação do sangue ao cérebro.

 

As causas principais são emoções fortes, oscilação de pressão arterial, falta de ventilação em um ambiente muito cheio, fome, insolação e até, dor intensa. Assim, o organismo envia com palidez, pulso rápido e fraco e, suor em excesso as evidências de um desmaio.  


Caso você passe por alguma situação com alguém que esteja próximo a você demonstrando tontura ou palidez, sente-a em uma cadeira, colocando sua cabeça entre suas próprias coxas. Repetindo esse movimento três vezes com a intenção de reanimá-la o quanto antes. 


Algo muito importante nessas horas é saber se ela faz uso de algum medicamento ou se tem diabetes. Caso haja alguma dessas condições, um médico deverá ser acionado o mais rápido possível para sua maior segurança.


Para atender as vítimas são necessárias algumas condições:


  • Gire a cabeça da vítima para o lado, evitando assim a asfixia em caso de vômito.

  • Afrouxe a roupa da pessoa. 

  • Não dê água em seguida, nem deixe a vítima caminhar sozinha. Espere o organismo se recuperar totalmente. 

  • Elevar os ombros inferiores para que o sangue circule em maior quantidade no cérebro.

  • Levá-la a um ambiente onde haja uma maior ventilação.

Caso queira saber mais sobre esses procedimentos, deixe um comentário com suas perguntas. E não esqueça, verifique a sua pressão arterial sempre que possível, isso ajudará na prevenção aos desmaios. Conhecendo o seu corpo, você conseguirá remediá-lo sempre que tiver alguns desses sintomas.

Camilo First

Fone: (41) 9 9867-5934

camilofirst@yahoo.com.br